Portal G1, https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/05/06/alunos-de-escolas-estaduais-de-sp-terao-mais-15-minutos-de-aula-por-dia-e-novas-disciplinas-a-partir-de-2020.ghtml, 06/05/2019

Alunos de escolas estaduais de SP terão mais 15 minutos de aula por dia e novas disciplinas a partir de 2020

No próximo ano, cerca de 2 milhões de alunos terão sete aulas de 45 minutos todos os dias. A disciplina “projeto de vida” e outras eletivas, como teatro e empreendedorismo, serão incluídas no currículo.

Governo do Estado anuncia mais 15 minutos de aulas diárias a partir de 2020

O governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (6) que os alunos das escolas estaduais terão mais 15 minutos de aula todos os dias e novas disciplinas a partir do próximo ano.

Em 2020, cerca de 2 milhões do total dos 5 milhões de alunos da rede terão sete aulas de 45 minutos. Atualmente, são seis aulas de 50 minutos. Quando estiver em vigor, os estudantes do período matutino passam a sair da escola às 12h35 – não mais às 12h20. No período vespertino, a saída passará a ser às 18h35 – atualmente é às 18h20. O governo informou que pretende investir cerca de R$ 250 milhões na organização e contratação de professores.

Os estudantes também terão mais 4 disciplinas no currículo. Uma delas é chamada de “projeto de vida”, com atividades para buscar objetivos e sonhos e desenvolver cidadania e ética, e uma outra só sobre tecnologia. Além dessas duas, os alunos vão poder escolher mais duas disciplinas eletivas, como empreendedorismo, teatro, entre outras.

“Cada escola organizará um “Feirão de Eletivas” no início do ano, para que todos discutam conjuntamente quais serão as opções ofertadas, com base nos interesses e projetos de vida dos estudantes e nas formações e vocações dos professores”, segundo o governo.

A Secretaria Estadual da Educação deve disponibilizar uma espécie de “cardápio” com sugestões de temas a partir do levantamento de experiências de sucesso da rede.

Segundo o governador João Doria (PSDB), as mudanças fazem parte do projeto intitulado “Inova Educação” inspirado nos resultados do modelo já aplicado em 633 escolas da rede estadual de São Paulo desde 2012.

Doria anuncia novas mudanças na rede estadual de ensino de SP — Foto: Reprodução/TV Globo

Parceria com o Instituto Ayrton Senna

O programa “Minha Escola” pretende implementar já em 2019 o novo modelo pedagógico do Inova Educação em 24 escolas de período parcial, da rede estadual.

Segundo o governo, o Instituto Ayrton Senna auxiliará com a experiência no desenvolvimento de habilidades socioemocionais, como garra, responsabilidade e trabalho em equipe e com base em evidências científicas nacionais e internacionais.

Esse programa vai envolver cerca de 650 educadores e 9,3 mil estudantes do 6º ao 9º do Ensino Fundamental.

Férias

No último dia 26, Doria anunciou uma mudança no calendário escolar da rede estadual. A partir do ano que vem, alunos e professores das escolas estaduais terão quatro períodos de férias:

Uma semana em abril

Duas semanas em julho

Uma semana em outubro

30 dias entre dezembro e janeiro

As principais mudanças são a redução do período de férias de julho de 30 para 15 dias, e a oficialização de duas semanas de recesso, em abril e outubro – popularmente chamadas de “semana do saco cheio”.

Atualmente, o calendário da rede estadual prevê dois períodos de férias de meados de dezembro a 31 de janeiro e de 28 de junho a 30 de julho.

De acordo com o governo, a mudança não representa aumento nem diminuição do período de férias nem de recesso, mas uma redistribuição. Estão garantidos os 200 dias letivos previstos por lei.