bool(false)

Jornal contábil, https://www.jornalcontabil.com.br/saiba-quanto-ganha-um-psicologo-e-como-iniciar-a-carreira/, 11/01/2022

Saiba quanto ganha um psicólogo e como iniciar a carreira

A formação em Psicologia apresenta diversas áreas de atuação – e muitas vezes é durante a graduação mesmo que o profissional define um destino para o início da carreira.

De Leonardo Grandchamp 

O mercado de trabalho, no entanto, vem sofrendo alterações consistentes nos últimos anos, e muita gente deixou de buscar aquele emprego de carteira assinada para montar o próprio negócio e estabelecer um formato de trabalho mais fluido, atendendo a diversos clientes, e até mesmo a diferentes áreas da Psicologia.

A facilidade de conseguir as informações sobre como abrir uma empresa, e mesmo de dar conta dos procedimentos com simples movimentos – até com a possibilidade de contador online – faz com que a vida de horário fixo seja cada vez menos interessante para os recém-formados. Venha conosco neste artigo conhecer todas as possibilidades para você, que está neste momento de escolhas de caminhos.

Qual o salário de um recém-formado em Psicologia?

O valor médio de remuneração para recém-formado em Psicologia é de R$ 2.468,13 mensais. Esse dado é da pesquisa Salario.com.br junto ao Novo CAGED, eSocial e Empregador Web. 

Ainda segundo a mesma pesquisa, um Psicólogo Clínico tem remuneração média de R$ 3.012,43. Os dados levam em consideração o período de novembro de 2020 a outubro de 2021. Outra informação interessante a respeito de remuneração diz respeito aos profissionais concursados: o valor médio de remuneração para o cargo de Psicólogo Clínico, neste formato de contratação, é de R$ 3.592,31 – mantendo o padrão de que os salários dos servidores públicos tendem a ser maiores do que os praticados na iniciativa privada.

Mas você já considerou também a possibilidade de remuneração própria através de atendimentos diretos aos pacientes ou mesmo a outras empresas? É uma alternativa muito interessante, e não é somente como profissional autônomo que é possível realizar este tipo de atendimento – é possível, sim, abrir uma empresa para atendimentos em Psicologia. 

Embora psicólogo MEI (Microempreendedor Individual) não exista, você pode optar pela abertura de outro tipo de empresa, ainda dentro da tributação do Simples Nacional. Utilize a calculadora CLT x PJ da Contabilizei e identifique como fica a tributação dos seus rendimentos em cada caso. 

Qual o máximo que um psicólogo pode ganhar?

Não existe um valor de remuneração máxima, mas de acordo com a pesquisa mencionada, um Psicólogo Clínico Sênior tem uma média salarial de R$ 4.002,20.

Se você pensar nos anos de estudo ou mesmo na quantidade de profissionais gabaritados desta área, vai perceber que grande parte dos atuantes na Psicologia não trabalham no formato CLT, com carteira assinada: muitos tem a própria empresa para prestação dos serviços, sejam clínicos, sejam de consultoria, onde a remuneração chega a cifras maiores. E existe mercado para isso.

Quais são as áreas para seguir na psicologia?

A Tabela de Referência de Honorários disponibilizada pelo Conselho Federal de Psicologia faz a seguinte distinção de áreas: 

1.Diagnóstico Psicológico

Dentro deste campo, constam as tradicionais Consultas Psicológicas, mas também atendimentos que se referem ao esporte, como Avaliação das características psicológicas esportivas ou ainda diagnósticos no ambiente escolar, como a Avaliação de desempenho escolar e aprendizagem.

O diagnóstico na área da psicologia é importante para dar início a qualquer trabalho, visando compreender de que ponto é preciso começar e quais as abordagens mais corretas para cada caso. Embora repleta de técnicas e objetivações, a Psicologia é uma ciência humana e absolutamente maleável, com o profissional habilitado guiando suas nuances.

2.Orientação e Seleção Profissional

Este é outro escopo amplamente utilizado das técnicas psicológicas, tendo em vista a necessidade cada dia maior de que os postos de trabalho possam ser ocupados com base em valores humanos, promovendo o bem-estar do trabalhador da mesma forma com que se promove o trabalho eficiente.

Recrutamento e seleção de pessoal, Identificação de necessidades humanas e Preparação para aposentadoria estão entre as atividades propostas neste campo.

A jornada do trabalhador pode e deve ser acompanhada por profissionais habilitados em Psicologia desde a entrada na empresa até seu desligamento da força de trabalho, seja por demissão ou aposentadoria. Esse importante papel ajuda a manter o ambiente profissional de forma a permitir o bom desempenho de todos, assim como se propõe a acomodar a força de trabalho da melhor forma, justamente porque a harmonia é um fator decisivo para a qualidade do trabalho.

3.Orientação e Psicopedagógica

Neste ponto, o Conselho propõe quatro atividades diferentes: Realização de pesquisas, Planejamento psicopedagógico, Orientação psicopedagógica e Preparação para aposentadoria.

Perceba que há repetição de determinados procedimentos, que podem ser encarados dentro de uma ou outra abordagem. 

Aparece aqui a Realização de Pesquisas, que muitas vezes precisam de acompanhamento de psicólogos para garantir que a aplicação possa ser validada, especificamente no quesito das pesquisas qualitativas.

4.Solução de Problemas Psicológicos

Neste campo estão tanto atividades em grupo quanto atividades individuais. É bom lembrar que a Psicologia pode compreender sim atividades com grupos de trabalho, não tendo somente o enfoque do atendimento individual. 

Exemplos são Psicomotricidade individual ou em grupo, Psicoterapia individual ou familiar ou mesmo Terapia psicomotora individual ou em grupo. Para cada uma destas atividades o Conselho prevê valores diferentes, algumas vezes maiores quando no atendimento de mais pessoas, outras vezes menores.

5.Acompanhamento e Orientação Psicológica

Nesta área aparecem alguns dos trabalhos que são feitos em ambiente hospitalar, como o Acompanhamento psicológico de idosos. Também aparecem outros atendimentos muito ligados aos procedimentos da saúde, como acompanhamento psicológico da gravidez, parto e puerpério. Há ainda o Acompanhamento psicológico de deficientes, que também pode ser iniciado logo após o paciente adquirir a deficiência ou ao longo da vida, de acordo com o caso de cada indivíduo.

A Psicologia é uma das ciências da saúde, e seu vínculo com áreas como a Medicina ou a Farmácia estão muito bem estabelecidos. Embora a prescrição medicamentosa seja um procedimento médico, grande parte dos psicólogos trabalham com parceria de psiquiatras, ampliando a técnica psicoterapêutica tanto de um lado quanto de outro. Enquanto os médicos avaliam as questões sistêmicas e farmacológicas em si, os psicólogos estão capacitados para lidar de forma não invasiva com seus pacientes, alcançando através das terapias propostas resultados que se somam aos medicamentosos e podem, inclusive, permitir que o paciente não dependa de remédios após melhora clínica.

6.Assessoria em Psicologia

Esta é a última divisão disponível na tabela do Conselho, que como vimos abrange o trabalho que os psicólogos podem realizar em hospitais, escolas, ambiente esportivo, empresas – em todos os espaços da vida humana. 

É neste campo que se coloca a Consultoria Empresarial, uma proposta também muito movimentada da Psicologia. Os consultores atuam no desenho de cargos e salários, buscando organizar as equipes de forma mais harmoniosa e produtiva, fazem análises de lideranças e propõem ações de desenvolvimento destes profissionais. 

Aqui aparece novamente a Realização de Pesquisas e ainda uma atividade de Assessorias a instituições escolares. No ambiente escolar, muitos profissionais da Psicologia encontram seu espaço, uma vez que há tanto a proposta pedagógica em si, que se relaciona com a necessidade de avaliação psicológica dos envolvidos, quanto um ambiente empresarial, quando nas escolas privadas principalmente – e que demanda as atividades tradicionais que qualquer empresa desenvolve com auxílio dos profissionais desta área, como vimos. 

Mas não se engane: muitos dos psicólogos que prestam serviços para escolas são contratados como consultores e têm a própria empresa, podendo atender mais escolas, sem vínculo empregatício ou de exclusividade.

Qual a área da Psicologia que ganha mais dinheiro?

De acordo com a Tabela de Referência Nacional de Honorários dos Psicólogos em Reais (R$), do Conselho Federal de Psicologia, as atividades com maior valor médio são as seguintes:

  • Dentro do escopo de Diagnóstico Psicológico, a atividade de Realização de avaliação psicológica para concessão de registro e/ou porte de arma de fogo média tem o valor médio de R$ 551,22.
  • Dentro do escopo de Assessoria em Psicologia, a atividade de Consultoria empresarial consta na tabela com o valor médio de R$ 499,31.
  • Já no escopo de Orientação e Seleção Profissional, a atividade de Desenvolvimento de projetos relativos ao trabalho é cobrada ao valor médio de R$ 360,82.
  • Na Assessoria em Psicologia, a atividade classificada como Movimentação de pessoal indica valor para cobrança médio de R$ 400,34.

Quais habilidades e competências necessárias para trabalhar como Psicólogo?

É importante dizer que os profissionais habilitados pelos cursos de graduação em Psicologia são capazes de dar conta da maioria das áreas de atendimento que vimos, embora atividades como Consultoria Empresarial sejam oferecidas, em geral, pelos profissionais com mais experiência no mercado. 

Podemos aqui fazer um paralelo entre as avaliações psicológicas que os profissionais da área estão capacitados a realizar e as características do empreendedor, por exemplo. Isso porque, ao avaliar qual o melhor caminho para seguir após a formatura, muitos profissionais pensam primeiro em um emprego com carteira assinada, mas o perfil de muitos dos nossos recém-formados em Psicologia está mais voltado para a proposta de como montar um consultório de psicologia. 

Você pode, e deve, se questionar sobre qual o melhor caminho para sua vocação. Isso porque as barreiras que existiam no passado não estão mais valendo: nada mais do que o pensamento de que os profissionais contratados por grandes empresas são mais gabaritados do que aqueles que empreendem.

A mudança do mercado de trabalho é, de um lado, devida à precarização das relações de trabalho, mas por outro lado é a resposta da motivação das pessoas, cada vez mais jovens, de tomarem conta de suas carreiras de forma individual. É positivo ter uma jornada de trabalho mais curta, com projetos que sejam de real interesse do profissional: isso também faz parte da ideia atual de se trabalhar bem. 

Para as gerações atuais, é muito difícil conceber que há uma obrigação de horário embora não haja tarefas para aquele momento, que é preciso bater o ponto corretamente, que não se pode negar nenhuma atividade solicitada dentro de uma grande empresa. O próprio desenvolvimento psicológico da população em geral permite que se perceba a necessidade de escolhas e de se fazer o que se gosta como forma de aproveitar a jornada de trabalho, e a vida como um todo também.

E é por todos esses motivos que os negócios do ramo da Psicologia têm crescido, com a construção de parcerias mais do que de relações de obrigações e compromissos.

Por Guilherme Soares, engenheiro formado pela Universidade de São Paulo com mestrado em administração de empresas pela London Business School.

Original de Contabilizei

Categorias: Psicologia

× clique aqui e fale conosco pelo whatsapp