bool(false)

Estado de São Paulo, https://economia.estadao.com.br/noticias/agronegocios,solucoes-biologicas-impulsionam-agronegocio,70004011633, 18/03/2022

Soluções biológicas impulsionam agronegócio

Evolução das pesquisas e visão sistêmica do solo trazem uma nova visão sobre o papel dos microrganismos na agricultura

FMC, Estadão Blue Studio

Até recentemente, as soluções biológicas eram vistas apenas como um caminho alternativo para a defesa das plantas e o aumento da produtividade na agricultura. Hoje, em decorrência do rápido desenvolvimento das pesquisas e das tecnologias na área de biologia do solo, a visão mais avançada da ciência é de que os melhores resultados são obtidos quando os recursos biológicos são utilizados em combinação com os produtos sintéticos. 

“Não é mais o caso de optar por um ou por outro, e sim de entender o solo como um sistema. É o que temos chamado de inteligência agrícola”, comentou Fernando Dini Andreote, professor associado de Biologia do Solo da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP), durante live promovida pelo Estadão Blue Studio com o patrocínio da FMC, empresa especializada em inovação na agricultura.

A FMC atua desde 2013 no Brasil no negócio de plant health (“saúde da planta”). Trata-se de um guarda-chuva composto por duas categorias de produtos: os biodefensivos, que têm como objetivo proteger a planta contra o ataque de doenças e pragas, e os bioestimulantes, que atuam em rotas metabólicas da planta para reforçar atributos como o aproveitamento de fertilizantes ou a resistência a condições de estresse, a exemplo de escassez de água ou alta temperatura. 

Sistema lubrificante

“Temos amplas evidências de que a combinação entre produtos biológicos e sintéticos traz resultados melhores do que o uso de um deles isoladamente”, observou Antonio Soares, gerente de Plant Health na FMC. Ele citou, como exemplo, as conclusões do programa Genesis, desenvolvido internamente para avaliar essa sinergia. Ao ser combinado com recursos químicos, o Presence, nematicida microbiológico para tratamento de sementes, apresentou atributos que foram além da sua função primária. “Houve benefícios extras relacionados ao crescimento das plantas e à supressão de algumas doenças que ocorrem no solo”, descreveu Soares.

O professor Andreote enfatizou que resultados desse tipo se explicam pelo aumento exponencial, registrado nos últimos anos, do conhecimento sobre o papel dos microrganismos no solo. “A microbiologia é como um sistema lubrificante da interface entre o solo e a planta, um sistema que ajuda a planta a expressar todo o seu potencial genético e a usar os recursos disponíveis com o máximo de eficiência”, ele descreveu.

A linha de biossoluções da FMC ganhará três novos produtos até 2025. O primeiro deles, que chegará ao mercado ainda este ano, foi desenvolvido para combater o mofo branco – doença que, no Brasil, afeta especialmente as culturas de soja, algodão e feijão. Veja aqui a íntegra da conversa, conduzida por José Luiz Tejon, colunista da Rádio Eldorado e do Canal Agro do Estadão.

× clique aqui e fale conosco pelo whatsapp