bool(false)



Portal fator, Brasil, http://www.revistafator.com.br/ver_noticia.php?not=64319,
16/01/2009 – 07:24

Farmacêutico: uma profissão em
ascensão

No
Brasil, existem cerca de 85 mil profissionais de farmácia registrados.
Crescimento do setor se deve, entre outros fatores, à regulamentação da
profissão e ao surgimento das farmácias de manipulação.

Brasília
– O farmacêutico sempre foi considerado “amigo” da família. Com o crescimento
da profissão farmacêutica, este conceito mudou e o profissional passou a
desempenhar mais funções no mercado de trabalho. Atualmente, os farmacêuticos
podem atuar nas áreas de pesquisa, indústria de medicamentos, análises
clínicas, farmácia hospitalar, análise de alimentos, cosméticos, pesquisa
científica, vigilância sanitária, perícia, análise de DNA, toxicologia, entre
outras. Para celebrar a importância desse profissional, no próximo dia 20,
comemora-se o Dia do Farmacêutico. A data não tem determinação oficial, mas o
que se sabe é que foi escolhida por ter sido o dia da fundação da Associação
Brasileira de Farmacêuticos (ABF), no ano de 1916, no Rio de Janeiro (RJ).

Além
de estar entre os cinco maiores consumidores de medicamentos no mundo, o Brasil
é o país onde a relação de farmácias por habitante é a maior do mundo. De
acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF), no Brasil, há mais de 55 mil
farmácias e drogarias, com uma proporção de 3,34 farmácias para cada 10 mil
habitantes. Esses números ressaltam a importância do farmacêutico no país,
profissional responsável pela correta orientação ao usuário do medicamento,
além de ter como dever o atendimento primário à saúde.

No
início do século passado, os farmacêuticos ainda formavam um vínculo de
confiança na relação médico-farmacêutico-paciente, indicando remédios aos seus
clientes e prescrevendo tratamentos. Com o crescimento da indústria
farmacêutica, ocorreu uma definição mais clara entre os profissionais de
farmácia e médicos. Outro fator que auxiliou na distinção das áreas foi o
ressurgimento das farmácias de manipulação, como atividade restrita do
profissional farmacêutico.

Tendo
em vista o crescimento do mercado, as mudanças do setor e o reconhecimento da
profissão, o empresário Rogério Tokarski percebeu que o investimento nesse
nicho empresarial lhe renderia bons frutos. Assim, em 1976, foi fundado o Grupo
Farmacotécnica, especializado em manipulação de medicamentos. “Sempre gostei de
Farmácia, mas vi no segmento de manipulação uma grande oportunidade, frente à
escassez de empreendimentos desta natureza naquela época”, diz Tokarski,
lembrando que, segundo o CFF, atualmente, existem cerca de 85 mil farmacêuticos
registrados e mais de 50 mil estabelecimentos. Destes, quase cinco mil são
farmácias de manipulação.

Vindo
de uma família de farmacêuticos, Rogério formou-se em Farmácia pela
Universidade Estadual de Ponta Grossa; em Bioquímica pela Universidade Federal
de Goiás; e especializou-se em Farmácia Clínica na Universidade Nacional do
Chile. “Uma das características de um bom farmacêutico é o constante
aperfeiçoamento, a busca por especializar-se cada vez mais”, observa o
empresário.

Ele
lembra que deixou uma carreira de sucesso como analista químico para se dedicar
ao comércio farmacêutico, na condição de empreendedor, que se arrisca e se
coloca à prova o tempo todo, mas que gera oportunidades, emprego e renda. E os
investimentos deram certo. Afinal, atualmente, a rede emprega 75 farmacêuticos
e mais de 950 profissionais em outras áreas.

Para
os jovens estudantes e recém-formados em Farmácia, o farmacêutico aconselha que
a conscientização e a ética são conceitos importantes para se desenvolver em
qualquer profissional, inclusive na farmácia. “Nós trabalhamos com a saúde de
seres humanos, se não tivermos a noção de ética e nem a noção da necessidade de
nossa dedicação, fica difícil atuarmos de forma eficiente", comenta.

Para
quem deseja ser um empreender no mundo do negócio farmacêutico, a orientação de
Tokarski é buscar conhecimento gerencial, de custos e de gestão empresarial. “É
necessário entender, ainda, sobre a incidência de impostos no tipo de produto
que comercializamos. Não podemos deixar de lado a participação em conselhos e
associações de classe – que visam defender o interesse de nossa categoria, bem
como os princípios éticos e as nossas responsabilidades sociais e cívicas”,
orienta Tokarski.

Comemoração
– Para celebrar a data, o Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal
(CRF-DF) realizará na sexta-feira, dia 23, a partir das 22h, no Clube da Aeronáutica
(Setor de Clubes Norte – Trecho 1, lote ½), a Festa do Farmacêutico. O valor do
investimento é R$ 40, por convite, e o traje é passeio completo.

Perfil
da Farmacotécnica – A Farmacotécnica – Instituto de Manipulações Farmacêuticas,
empresa genuinamente brasiliense, oferece assistência farmacêutica há mais de
30 anos com o objetivo de dar opções ao médico de prescrever o medicamento sob
medida e na dose certa para cada paciente. Para isso, trabalha com
farmacêuticos especializados credenciados pela Associação Nacional de
Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag). A sua missão é manipular medicamentos com
precisão, produzir e comercializar produtos diferenciados no mercado.
Atualmente, a Farmacotécnica conta com oito farmácias equipadas com laboratórios
de última geração. Sua estrutura compreende laboratórios de sólidos,
semi-sólidos e de líquidos, uma indústria de cosméticos, laboratórios de
controle de qualidade, e uma chácara de cultivo de ervas medicinais.

 


1 comentário

Os comentários estão fechados.

× clique aqui e fale conosco pelo whatsapp