bool(false)

UOL EDUCAÇÃO – 20/12/2019 – SÃO PAULO, SP

Quer uma bolsa no Prouni 2020? Saiba quem pode concorrer e o que Fazer

GIORGIA CAVICCHIOLI

O Programa Universidade Para Todos (Proun) foi criado pelo MEC (Ministério da Educação) em 2004 para dar bolsas de estudo parciais ou integrais em universidades privadas do Brasil em cursos de graduação e sequenciais de formação específica.

O programa, voltado para estudantes de baixa renda e que não tem ensino superior, visa ampliar o acesso a universidades. Para participar do Prouni é necessário realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), obter uma boa pontuação, passar pelo processo seletivo e comprovar renda.

Entenda como funciona o Prouni e o que fazer para concorrer a uma bolsa de estudos pelo programa.

Quem pode participar?

Estudantes do ensino médio, da rede pública e da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola, podem contar com os benefícios do Programa.

O estudante só fica fora das regras do Prouni se a renda familiar bruta mensal per capita for acima de três salários mínimos por pessoa.

Além disso, o candidato precisa ter uma nota mínima de 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento do Enem e ter uma pontuação superior a zero na redação da mesma prova.

Quais são as regras para concorrer?

• Cursou ensino médio em escola pública: para se encaixar nesse critério, o estudante precisa ter cursado todo o ensino médio em escola pública.

• Cursou ensino médio em escola particular: precisa ter sido bolsista integral (durante todo o período ou parcialmente).

• Pessoa com deficiência: na matrícula, é preciso que a pessoa apresente, junto a um comprovante, que atende ao critério socioeconômico do Prouni.

• Professor da rede pública: nesse caso, o candidato não precisa comprovar renda. A participação de professores é garantida pelo projeto. Porém, os cursos feitos pelos educadores só podem ser aqueles que darão um diploma de licenciatura.

O que o Prouni oferece?

O programa oferece bolsas integrais e bolsas parciais:

Bolsa integral: para estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.

Bolsa parcial de 50%: para estudantes que possuam renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos.

Cotas

O Prouni também tem cotas para pessoas negras (pretas e pardas) e indígenas. O programa tem um número selecionado de vagas equivalente ao número de pessoas pertencentes às raças no último censo feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Inscrições

O processo seletivo é bem parecido com o do Sistema de Seleção Unificada (Sisu): a pessoa faz a inscrição em uma única etapa pela internet e sem pagar nenhuma taxa.

O Prouni abre inscrições duas vezes por ano (no começo e no meio do ano). A seleção é feita com base nos cursos que a pessoa quer estudar, na nota que o estudante tirou no Enem e na renda familiar por pessoa dos concorrentes.

Na inscrição, o aluno deverá selecionar duas opções de curso (em ordem de preferência) e acompanhar a nota de corte para cada um deles. As notas de corte são atualizadas todos os dias por volta das 9h. Caso queira mudar o curso, o estudante pode. Porém, apenas até o fim do prazo de inscrição.

O que precisa para fazer a inscrição?

O estudante precisa ter o CPF e a senha da inscrição do Enem do ano anterior para se inscrever no Prouni. Além disso, ele precisará responder algumas perguntas sobre a situação socioeconômica de sua família.

E se eu não tiver internet?

Caso você não tenha internet em casa, não se preocupe. Todas as instituições que fazem parte do Prouni são obrigadas a te dar acesso à internet para que você possa responder todo o questionário e fazer a sua inscrição.

Cronograma do Prouni 2020

• Inscrições: de 1 de janeiro a 3 de fevereiro.

• Divulgação da primeira chamada: 6 de fevereiro.

• Comprovações da primeira chamada: de 6 a 14 de fevereiro.

• Segunda chamada: dia 20 de fevereiro.

• Comprovações da segunda chamada: de 20 ao dia 27 de fevereiro.

• Prazo para a lista de espera: de 7 a 8 de março.

• Divulgação da lista de espera: de 11 ao dia 13 de março.

Aplicativo

O Prouni oferece um aplicativo para que o candidato fique atento a todas as notificações necessárias. Com ele é possível, por exemplo, receber avisos quando as datas mais importantes estiverem próximas. Além disso, também é possível receber notificações quando a nota de corte do curso escolhido por atualizada.

Critério de desempate

As notas nas diferentes áreas de conhecimentos são usadas como critério de desempate. O primeiro critério é selecionar a maior nota na prova de redação do Enem. Depois, a maior nota na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias. Caso ainda seja preciso um desempate, será avaliada a nota da prova de matemática e suas tecnologias.

Depois, será observada as notas que os alunos tiveram em ciências da natureza e suas tecnologias. O último critério de desempate é a nota de ciências humanas e suas tecnologias.

× clique aqui e fale conosco pelo whatsapp